Quarto de Século

Ontem fiz 25 anos e, é claro, é preciso ter uma crise de quarto da vida.

Recentemente tive de deixar o meu trabalho a ensinar inglês porque a administração estava sempre a ameaçar despedir-me sempre que eu não concordava com eles (como quando tentei explicar que não, os alunos da mesma classe não podem ter livros diferentes!) e então estou desempregada. A renda em Londres é extremamente alta (não se preocupem, eu só saí porque sabia que podia sobreviver até ao meu trabalho de verão) e eu não tenho estado a conseguir guardar nenhum dinheiro este ano.

Por isso, agora que tenho 25, estou desempregada e sem dinheiro.

Mas que raios é que aconteceu?

 

Quando eu tinha 15 eu pensei “Meu Deus! Em 10 anos vou ter um emprego que eu amo completamente e vou ter o meu próprio apartamento!”. É tão triste quando crescemos e nos apercebemos que, provavelmente, nós não iremos ter uma casa antes dos nossos trintas e muitos e que todos os empregos, não importa o quanto gostemos deles, terão sempre elementos negativos e que teremos sempre um dia ou outro em que nos perguntamos a nós mesmos “porque é que estou aqui?”.

No entanto, eu não quero que este post seja negativo. Eu só queria pôr isto tudo em palavras. Eu não me estou a sentir deprimida porque tenho 25, na verdade eu tive um fim-de-semana espectacular e vi muitos dos meus amigos que não tinha visto desde a universidade. O meu namorado surpreendeu-me e levou-me a ver o Book of Mormon (que foi ESPECTACULAR). Quanto muito, sinto-me extremamente feliz e livre. Eu só tenho de tentar e não ser preguiçosa e não desperdiçar este tempo livre que tenho agora.

Eu preciso de voltar aos meus estudos de Japonês e a desenhar também. Já enviei currículos para Setembro e estou a esperar pelas respostas. Posso usar este tempo para comer melhor e fazer exercício. Eu posso fazer o que eu quiser! Por isso tenho de me levantar e enfrentar o mundo!

Ás vezes a vida torna-se um bocado difícil demais de controlar e, não importa o quão pequenos os teus problemas são comparados com o resto do mundo, nós temos o direito de estarmos tristes. Mas temos de tentar aproveitar o que a vida nos dá ao máximo e não podemos ficar deprimidos! Oiçam algumas músicas da Disney, vão lá para fora e façam alguma coisa, qualquer coisa!

Desculpem não ter escrito durante um tempo e desculpem este post (que é mais para eu convencer-me a mim mesma de que tenho de fazer alguma coisa com a minha vida do que qualquer outra coisa…).

Até à próxima,

Inês

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s